TV MMqD: Sexta-feira 13 (e as histórias de horror que toda mãe tem pra contar)

TV MMqD: Sexta-feira 13 (e as histórias de horror que toda mãe tem pra contar)

 

A maternidade, assim como tudo na vida, é uma questão de perspectiva. Acompanhe:
 
 
Maternidade, versão propaganda de pomada antiassaduras:

Então agora você é mãe!

Você acaba de entrar no maravilhoso mundo dos filhos.

Filhos são criaturas angelicais. Têm um cherinho delicioso. Dobrinhas nas coxas. Covinhas nas mãos. Dão risadinhas e fazem barulhinhos adoráveis.

Filhos ainda vão te matar de tanto orgulho!

Ser mãe vai te transformar em uma mulher sorridente, disposta e linda, sempre pronta para ajudar o filho a conhecer o mundo.

Filhos vão te apresentar um amor que você nunca imaginou que pudesse existir. E o amor, pasmem, vai aumentar dia após dia.

Filhos vêm para transformar a sua vida e, por tudo isso, você nunca mais vai conceber viver sem eles.
 
 
Maternidade, versão Cine Trash:

Então agora você é mãe!

Você acaba de entrar no selvagem mundo dos filhos.

Filhos são criaturas incontroláveis. Têm um cheiro meio azedo. Dobrinhas encardidas nas coxas. Meleca nas mãos. Dão risada da sua cara e fazem pirraças assustadoras.

Filhos ainda vão te matar de tanta vergonha!

Ser mãe vai te transformar em uma mulher com olheiras, sonolenta e com um rastro de ranho na roupa, sempre pronta para evitar que o filho se estropie no primeiro trepa-trepa que aparecer pela frente.

Filhos vão te apresentar nojeiras que você nunca imaginou que pudessem existir. E as nojeiras, pasmem, vão aumentar dia após dia.

Filhos vêm para transformar sua vida e, apesar de tudo isso, você nunca mais vai conceber viver sem eles.

 

As duas versões são absolutamente verdadeiras, correto? Mas como hoje é sexta-feira 13, vamos focar no lado menos idealizado da coisa.

 

A TV MMqD orgulhosamente (mas meio apavorada) apresenta:

Os contos de terror da maternidade!

Nossas bravas Sandra Kautto, LilataDani PolicarpoMari HartGiuliana Vaia e Pati Bella passaram por dias (e noites) de terror e sobreviveram para contar como foi…