Mães revelam verdades ocultas sobre a maternidade!

Mães revelam verdades ocultas sobre a maternidade!

Por: Minha Mãe que Disse!*

 

*Esse blog faz parte do Especial Top 20 do MMqD, uma seleção dos blogues mais votados pelos nossos leitores, através do formulário VIP na pracinha.

Tem muito blog materno que só mostra o lado cor-de-rosa da maternidade e nem sempre fala dos verdadeiros perrengues que passamos no dia-a-dia.

Quem já ouviu isso levanta a mão!

Por um lado é bem verdade, vai: a gente ama tanto, mas TANTO aquelas criaturas- miniaturas-melhoradas-de-nós -mesmas, que acabamos escrevendo muito mais sobre as coisas bacanas.

Além do mais, pra que ficar desanimando as grávidas, tentantes e pretendentes desse nosso Brasil com detalhes sórdidos que se revelam tão insignificantes perto da aventura maravilhosa que vem a ser a maternidade?

Confesso que me sinto um pouco culpada e um tantico farsante quando alguém deixa um recado no Piscar de Olhos dizendo que nunca tinha pensado em ter filhos até ler o blog:

“Agora vi como ser mãe pode ser legal e engraçado. Obrigada, Roberta!”

ou então

“Gente, até me animei e já parei com a pílula!”

Aliás, se você já recebeu algum comentário do gênero “Ainda não tenho filhos, mas estou amando muito tudo isso”, meus parabéns: existe a possibilidade de você já ter alguns afilhadinhos lindos por aí!

Quanta responsa. E a taxa de natalidade no teto.

Claro que existem, sim, blogueiras que retratam com muita responsabilidade situações difíceis pelas quais passamos: as dificuldades com a amamentação, parto, adaptação, trabalho e afins.

Mas eu me refiro àquelas dificuldades mais escondidinhas, mais camufladas, mais tabus. Algumas sérias, outras bestinhas (mas, ei, alguém podia ter avisado mesmo assim!)

Daí que seis mães blogueiras resolveram abrir o baú, sair do armário e falar de coisas que as pessoas geralmente não falam.

Das coisas que ninguém te diz.

Ninguém te disse, você não leu ou se leu não deu a devida atenção (chama-se cegueira gravídica).

De todos os depoimentos, confesso que o que mais me tocou foi o da Dani, dizendo que às vezes dá vontade de ir embora pro Havaí. Verdade! Verdade!

O MMqD agradece as queridas Ananda, Dani, Tchella e Mari pela coragem e pela gloriosa participação. Ah! Flávia e eu também estamos lá.

Espero que gostem. Beijos e bom final de semana!

 

* trilha sonora: Faith (George Michael, 1988). A versão que você ouve no vídeo é de Limp Bizkit, que você pode comprar aqui.