Fórum MMqD

Operação de fimose: é tranquila ou posso entrar em pânico?

Ser mãe de menino é conhecer toda uma nova abordagem para lidar com o pinto alheio.

Nessa abordagem você descobre que o pintos humanos nascem meio enforcadinhos e pelancudos, coitados. Palavras como "prepúcio" e "glande" viram rotina nas consultas pediátricas. Você aprende que é normal que a abertura do prepúcio seja bem estreita e que ela vai "lacear" com o tempo. Ou não - e aí o médico te diz com a cara mais lavada desse mundo que quer meter a tesoura nas partes pudendas do seu filho! Céus!

Quem aí já encarou uma operação de fimose? É tranquila? Vale a pena? O pós-operatório é complicado?

E os tratamentos alternativos - massagens, pomadas -, alguém tentou? Eles resolveram?

E a mãe segurar o choro marcando a cirurgia enquanto vê a criança brincando toda desavisada na sala de espera, é normal? Ela precisa de terapia?

Dúvidas, muitas dúvidas.

 

 

 

 

 

 

 

71 Comments
  1. Tb quero saber, o pintinho do meu filho 1 ano e 2 meses está quase totalmente aberto só com massagem, a pediatra mandou passar a pomada postec mas estou com medo e em dúvida ser passo mesmo ou continuo só na massagem!

    Responder
      • João Pedro

      Olá, eu tenho 17 anos, e durante o começo se minha adolescência, lá pelos 11, 12 anos, tinha fimose.O médico também recomendou essa pomada.Ele disse que era pra eu passar por um período de tempo, que agora não me recordo.Eu passei e lembro que com o tempo meu pênis foi abrindo cada vez mais rápido, e no final do tratamento já estava todo para fora, normalmente.Mas agora, o cuidado a ser tomado é: você tem que ver se a pomada é recomendada para crianças com a idade do seu filho.A fimose tem que ser tratada, pois no futuro pode acarretar um problema maior,como a falta de higiene no pênis devido a fimose, podendo acarretar um câncer, claro que são casos raros.Espero ter te ajudado, desculpe se te fiz ficar com um pouco de medo, mas não é nada de mais, principalmente no estado que o seu filho está, como você disse, o pênis dele sai quase até o final.Boa sorte, tudo de melhor sempre.

      Responder
  2. Gente, esse assunto me atormentaaaa.

    Preciso saber de outras mães de meninos, o que é passado á vocês sobre esse assunto?
    Help!

    Responder
    • Ana Bia

    a nossa espécie não depende de masturbação materna (nem cirurgia) para ter um pênis saudável! Relaxe e deixe o menino descobrir seu pinto e ser feliz!

    pensei assim: como fazíamos 5 mil anos atrás? Operávamos os bebês com estacas de bambu? As mães paleolíticas paravam de ralar a mandioca para masturbar seus filhos na hora do banho de rio? Comoassim?

    beijo !

    Responder
      • Three

      Há 5000 anos atrás já as tribos da Judeia executavam a circuncisão, há 5000 anos atrás éramos tão ou mais inteligentes do que somos actualmente. A acrescentar que nessa época a mortalidade infantil era muito elevada e muitos problemas eram simplesmente escondidos, mas se prefere viver no paleolítico, é escolha sua !

      Responder
  3. Passamos a pomada e tentamos abrir com a massagem, mas não estamos conseguindo ... talvez a cirurgia seja a solução, mas vamos esperar o Chicletinho completar uns 6 anos pois a pelezinha do meu sobrinho se soltou sozinha quando ele tinha 5 anos.

    Mesmo estando com a cabeça certa de que se não se soltar faremos a cirurgia, e mesmo o pediatra dizendo que é simples não me sinto confortável pois a anestesia é geral :s
    bjos
    Li
    londrescomfilhos.blogspot.com

    Responder
  4. Gente bonita, sofri com essas angústias até encontrar um cirurgião pediátrico porreta, que me acalmou e explicou que no caso do meu filho o melhor era mesmo a cirurgia (ele tinha 2 anos e 3 meses na época)... Quem sofreu mais, muito mais, foi meu marido, porque, pasmem, os pais ficam bem mais angustiados em pensar no pinto de seus filhos serem mutilados e cortados do que nós, mães.... O médico me deu 2 opções: fazer a cirurgia enquanto o filhote era pequeno, ainda usava fraldas, não ia cutucar tanto e não se lembraria de nada quando crescesse, ou que a gente continuasse tentando com massagens e pomada. Como o pequeno gritava de dor toda vez que a gente ia massagear, optamos pela cirurgia... E aí, outros medos vieram à tona: como seria a anestesia, a recuperação, e (não me chamem de louca) o meu maior medinho era o de pensar como ficaria o pinto do meu filho... Porque convenhamos, ninguém quer que seu filho tenha um pinto feio e traumas na adolescência...

    Do início, a anestesia é geral, colegas. Apesar de nós implorarmos, a decisão médica foi unânime. A explicação é que caso ocorresse qualquer coisa (porque é sim uma cirurgia, e por mais simples que seja, coisas podem dar errado), uma hemorragia, por exemplo pelo fato da região ser muito vascularizada, ele já estaria entubado e as providências seriam tomadas com mais cuidado.

    A recuperação é sem sofrimento pela criança. A gente que se desespera ao ter que limpar e passar pomada. Não tem que tomar medicação nenhuma, a não ser que a criança reclame de dor. É verdade que meu filho não me deixava sequer olhar para seu pintinho novo, nem limpar direito e passar pomada era um tormento, mas tenho certeza que era mais o instinto masculino de preservação do pinto do que dor... Tanto, senhoras, que no dia seguinte ele já pulava no sofá e corria como se não estivesse com o pinto cortado... Nosso médico optou em colocar um anel de silicone ao invés de dar pontos, e o anel caiu sozinho depois de uns 15, 20 dias...

    Estratégias que eu utilizei para limpar o pintinho restaurado: ensinei a ele como fazer a limpeza no banho... Então, hoje, ele sabe puxar a pelinha e deixar a glande exposta para ser limpa (sob observação!!!!!! e orientação do maridão). E quando ele não deixa ou não quer limpar, o médico disse que tudo bem... Lógico que não dá pra deixar por dias a fio sem limpeza, mas o melhor é não fazer a criança chorar...

    E vida normal, minha gente!!!!! Eles sobrevivem a cirurgia sem traumas, nós é que ficamos ainda por semanas nos remoendo numa culpa que não existe ou não tem motivo de existir...

    Responder
      • luciano

      Olha, o meu filho fez, já com 3 anos e meio. Foi o mesmo processo, com anel de silicone porém não é feito anestesia geral. É uma anestesia local e um chazinho para dormir. Não demora mais que 15 minutos e é mais comum do que se imagina essa cirurgia.

      Responder
      • Carlos Henrique

      Sou Carlos Henrique
      Sinceramente concordo com você, 98% da mães operam o filho por pura Noia.
      Por achar que o pênis do filho não vai crescer pela fimose.
      Eu Sei disso pois sou Homem.

      Não entendo por que só existem Mães aqui, afinal os homens entendem bem mais desse assunto do que você mulheres.

      Tenho 24 anos, tinha fimose ate os 15 anos, a fimose se desprega com o tempo principalmente na época da puberdade a própria masturbação faz isso por si só.
      E não atrapalha em nada o crescimento do pênis

      Concordo com o que eu ouvi de uma pessoa aqui, não a necessidade dessa massagem ou "masturbação materna" isso e traumatiza a criança e gera muitos distúrbios com o tempo.

      Médicos querem ganhar muito dinheiro e infelizmente manipulam a cabeça de mães novatas.

      Vocês tem ideia do trauma que e ir para uma sala de cirurgia para ter parte de seu pênis arrancado? Pergunto a vocês mães?

      Muitos médicos não falam dos riscos da cirurgia entre elas ate mesmo amputação do pênis e deformidades após a cirurgia.

      Problemas como perca de sensibilidade na fase adulta, e muitas vezes com o passar do tempo geram-se manchas e cicatrizes horríveis no pênis . além de aumentar. A cirurgia pode acarretar futuramente sensibilidade excessiva ocasionando ejaculação precoce ou retardamento da ejaculação pois o prepúcio e a parte mais sensível de todo o pênis, além de proteger o pênis contra impactos

      Só complementando o que eu avia dito, trás traumas sim, pois tenho casos na família, de primos que ate hoje fazem tratamento psicológico. por uma coisa chamada síndrome da amputação. não conseguiram ter relação sexual ate hoje por terem mães cabeça de vento.

      Responder
        • Fabiana

        Você acha que é escolha da mãe operar uma criança??? Que médico estudaria tanto pra seguir a cabeça de uma mãe maluca que "escolhe" operar o filho? Meu filho está com 1 ano e meio e quase impossibilitado de fazer xixi por causa da fimose. Está com estenose do meato prepucial. E acredito que a maioria dos casos de cirurgia ocorre por isso. Tem gente que não sabe o que diz e julga as pessoas... Não desejei isso pro meu filho. Mas já tem uma semana que meu filho geme de dor quando vai fazer xixi. E o médico disse que será assim até a cirurgia. O que é melhor? Operar e acabar co messe sofrimento ou ficar vendo meu filho chorar de 30 em 30 min. Se informe primeiro antes de julgar nós mães, que só queremos o melhor pra nossos filhos.

        Responder
      • Tel

      Bianca seu comentario acalmou meu coraçãozinho, eu já estou aflita com isso, mas aqui em 3 anos e meio ele nunca relaxou na massagem, pra tocar no piupiu é aquela arte de enganar....tenho medo do pós operatorio, de não limpar direito e aqui marido tem panico com cirurgias, então vai sobrar tudo pra mãe aqui.

      Responder
      • cris

      Obrigada pelo seu depoimento. Meu filho está operando agora e meu coração apertou quando eu deixei. ... culpa de ter tomado a decisão certa em fazer agora, medo das complicações. .. mas bom saber que esses sentimentos são normais e que teve outros bebês que já fizeram e ficaram bem. Beijo

      Responder
    • Ana Bia

    que mãe em sã consciencia bota o filho pra levar anestesia geral em uma cirurgia de desnecessária?!?!

    fico em choque.

    Responder
      • Renata Teixeira Alves

      Respondendo sua pergunta. A mãe que entende que o melhor para O SEU FILHO, não é o melhor para o DELA. Devemos então acreditar que um cidadão que estuda a principio 10 anos para se tornar médico, deve e merece ser descreditado por uma opinião PESSOAL SUA. Não condene nem influencie... Se tens uma experiência, compartilhe se não guarde sua verdade absoluta para vc.

      Responder
    • Carolita Freire

    Desde recém-nascido a pediatra recomendou a abertura suave do pênis durante o banho. E assim foi e tem sido toda vez. Tenho notado que sai um sebinho do pênis e esse sebo ajuda ainda mais a abertura da glande. O pediatra disse que ele não precisará de fazer cirurgia.

    Responder
    • Sandreliza

    Meu maior medo em ser mãe de menino era justante ter que encarar a fimose. Só de falar, ainda tenho aflição e tinha pânico da ideia de fazer uma massagem para abertura da pelinha. Eu fazia a massagem num dia, no outro eu fingia que esquecia, no outro pedia para o meu marido fazer até que, no abre e fecha (pq se não fizer direito e todos os dias ele fecha rápido), um dia não abriu mais e forçar iria machucar. O pintinho dele já estava começando a ficar meio tortinho pq não tinha espaço dentro da pele. Conversei com o pediatra, ele me indicou um médico ótimo, especializado em crianças e fiz a cirurgia da fimose no João qdo ele tinha pouco mais de um ano. Ele foi operado no Hospital Sta Rita, em SP. O corredor inteiro do hospital tinha meninos na mesma situação, mas o meu era o mais novo. Em menos de 30 minutos ele foi e voltou da cirurgia. Voltou manhoso, com as pernas bambas da anestesia, mas estava ótimo. O pós-operatório foi mega tranquilo, um pouco de desconforto no primeiro dia, nada além de água e sabão para a higiene e nenhum curativo. Ele saiu com um anelzinho de silicone na pontinha do pênis, que caiu sozinho e sem dor. Foi incrível e recomendo. Dói o coração entregar nosso filho nas mãos de um médico na porta do centro cirúrgico. Eu sai chorando, mas em pouco tempo tudo ficou bem. Coragem, que vale a pena...rs

    Responder
  5. Ana Bia, acho pertinente sua opinião. Também não me agradava em nada a ideia de operar meu bebê, ainda mais com anestesia geral, mas a fimose do meu filho era bem fechada, tanto que ele chorava de dor quando íamos massagear. Por isso optamos pela cirurgia... Há 5 mil anos atrás, bebês morriam por falta de cuidado, mães morriam em partos por falta de pré-natal e por aí vai... Acredito na evolução da medicina e ela está aí para nos ajudar. Tomo remédio quando tenho dor de dente ao invés de mascar uma erva medicinal; dou antitérmico para o meu filho quando ele tem febre...

    Não acho legal o radicalismo, ainda mais quando tem mães preocupadas e angustiadas (e com razão) sobre o bem-estar e a saúde de seus filhos. Por isso, entendo que relatar experiências vividas por outras mães seja a melhor maneira de acalmá-las.

    Antes de julgar e condenar mães que optam por seguir orientações de seus médicos de confiança, em hospitais bacanas e bem estruturados (não em açougues de fundo de quintal), que tal tentar ler e procurar conversar com especialistas sobre o assunto. Buscar prós e contras... E aí sim, contribuir para uma conversa saudável...

    Abraços, Bianca.

    Responder
    • Carioca

    Eu já encarei. E não, não foi fácil. Meu filho de 3 anos e 4 meses não estava pulando no dia seguinte, como o da Bianca. Nem mesmo quatro dias depois... mas cada criança é uma e cada recuperação é única. Já vi melhores e já vi piores. Baseada, unicamente, na minha experiência, eu daria as seguintes dicas:

    1) Sim, houve bastante dor no início do processo. Meu filho chegou a ir para casa vestido e bem disposto, pois a anestesia local ainda estava atuando, mas quando ela passou, foi um sufoco. No primeiro dia, parecia não haver analgésico que desse conta!
    Mas se há algo de bom que pode ser dito quanto a isso, é que essa dor/incômodo vai melhorando de maneira relativamente rápida até o ponto em que você vai ter que identificar onde terminou a dor e começou o medo, o trauma.

    2) Fiz a cirurgia no inverno para fugir da tentação de praias e piscinas e porque disseram que era melhor para desinchar mais rápido e não suar no local. O problema é que muitas crianças, como meu filho, não aceitam colocar roupa ou fralda nos dias que seguem a cirurgia. Então, no frio intenso, ter um filho quer ficar pelado dia e noite, pode ser bem preocupante. Minha saída foi fazer buracos nas calças de pijama, para que ele ficasse mais quentinho, apenas com o 'bicho solto'.

    3) Também não entendo bem a indicação da cirurgia para crianças que ainda usam fraldas, vez que reparei que o xixi feito na fralda noturna (quando conseguia colocar) provocava grande ardência na área e o fazia acordar chorando. A solução, nesse caso, era mesmo forrar a cama com plástico e trocar tudo quando o acidente ocorresse.

    4) A melhor forma de banho, para nós, foi o de banheira. Ele só conseguiu ficar mesmo sentado na água no 3o dia, mas, como eles não deixam que toquemos no local, ficar lá, de molho, apenas com o sabonete que escorre quando lavamos o restante do corpo, já pareceu bem eficiente para a higienização.

    5) É bom ter ajuda para segurá-los para passar a pomada.

    6) Mesmo após a colocação da cueca, há que se ter certos cuidados, pois a cicatrização ainda está ocorrendo. Houve amiguinhos dele cujos pênis grudavam na cueca, provocando pequenos sangramentos. Uma dessas mães me indicou colocar um carefree na cueca, com bastante pomada cicatrizante, para evitar esse problema.

    Espero ter ajudado alguém com essas dicas.

    Se é uma cirurgia necessária ou indicada, só seu médico de confiança pode dizer.

    Responder
      • Michele Faria

      Gostei muito da sua colocação, até agora é o mais sensato e verdadeiro que vi ,o meu filho fez a cirurgia dia 27/06/2012 está muito difícil ,é muito estressante e mexe muito com o pisco logico de nós mães ,por favor me fale da cirurgia do seu filho através do meu Email michelelfaria@uol.com.br o pênis do meu filho etá em cima bem cicatrizado ,mas em baixo está saindo uma crosta amarela isso é normal?

      Responder
      • sheron

      ola querida , meu bb de 1 ano e 10 meses fez a cirurgia da fimose já tem 30 dias mais tem algo que esta me incomodando. o pintinho dele ainda esta meio inchado com a cabecinha pra fora ou seja aquela pelizinha não desceu pra baixo ele fez com o anelzinho de silicone e ja caio faz uns 15 dias mais esta tudo para fora ainda, é normal ficar com a cabecinha pra fora quanto tempo leva para voltar ao normal?

      Responder
      • Aldair

      Obrigado pelo relato de caso, estou com o mesmo problema, meu filhinho de 3 anos fez postectomia ontem e é uma angustia muito grande ver nossos filhos entrando um uma sala de cirurgia, hoje ele ta em casa, com o pipiu todo inchado e só para de reclamar de dor quando fica intertido com um joguinho no celular, é uma angustia ver seu pipizinho deste jeito, minha preocupação é que o médico só receitou anador e uma pomadinha, será que ele não poderia receitar um antinflamatório pra melhor ou acelerar a recuperação?

      Responder
      • Dimy

      Olá Carioca, suas dicas abriram uma luz pra mim, pois, meu filho de 3 anos 7 meses fez uma cirurgia ontem e eu tava meio angustiada sem saber o que fazer adorei a ideia do mini-absorvente.
      Bjs

      Responder
  6. Venho de família judia e fazemos a circuncisao quando o bebe esta no oitavo dia! Êh uma cerimonia importante e linda, porém, não foi fácil entregar meu bebezinho tão indefeso para o ritual que ocorre SEM anestesia! Mas, como eles são muito pequenos , a recuperação êh excelente! Levei-o ao médico pelos 5 dias seguintes e a cicatrizarão foi perfeita!

    Responder
    • Ana Almeida

    A pomada Postec é excelente não arde e trata até quando tem odores! Mais pra mim a pomada não adiantou e ontem fizemos a incisão. E hoje está minha dor de cabeça e um pouco de culpa ele sente dor ao urinar e não me deixa -lo pra passar remédio, queria uma dica de vcs será que existe pomada anestésica pra isso?

    Responder
      • Mari

      Ana, meu filho fez a cirurgia há 12 dias e passei por esse momento que vc está descrevendo. Ele tomava analgésicos a cada 6 horas, e eu passava a pomada cicatrizante em uma gaze, e não direto no pinto dele. Depois era só cobrir a glande com a gaze, bem rapidinho (antes de ele reclamar a gaze já estava no lugar), e fechar a fralda. Não usei nenhum tipo de pomada anestésica...
      Boa sorte, você vai ver que logo logo ele tá ótimo!
      beijos

      Responder
    • Pri

    todos novinhos rsrs meu filho tem 15 anos e passou pela cirurgia recentemente, imaginem o sofrimento? ele só veio a ter problemas recentemente.

    Responder
    • Andreia

    Marquei pra fazer a do meu filho semana que vem...e estou desesperada de medo..ele chora pra fazer xixi, eh mto fechado, nao aparece nem o furinho do canal...gostaria de saber se demora pra cair o anel, e a dor do pos urou quantos dias? Ele tem 2 anos e 6 meses.

    Responder
    • Lilian

    Meu filho de 2 anos e 9 meses fez a cirurgia a 3 dias, ele chorava de dor até mesmo enquanto dormia, a pomada Postec ajudou quanto ao sangramento (o médico disse que a urina que acumulava estava queimando a pele e por isso sangrava), ficava em desespero quando meu filho acordava várias vezes no meio da noite dizendo que o pipi estava doendo, a solução era a postectomia. Cirurgia marcada, mas da 1ª vez ele teve tosse e não pode fazer, 2 semanas depois chegou o novo dia, confesso que estava preocupada com a dor que ele sentia para fazer xixi e não pensei no pós-operatório, mas quando ele foi levado para a sala de cirurgia chorando porque estava sendo tirado de mim bateu o remorso e pensei "o que fui fazer com meu filho". Entre a cirurgia e ele acordar, durou cerca de 40 minutos que mais me pareceram 2 horas, quando ele veio estava chorando desesperadamente por causa do acesso no braço, mas me tranquilizaram dizendo que a criança chorar depois da cirurgia é normal, mas custou para acalmá-lo. Depois de estar mais tranquilo, ele já estava pulando por todos os lados, querendo subir em tudo e andar para o hospital. A recuperação está sendo ótima e quase sem dor, embora ainda esteja bem inchado devido aos pontos e ele não deixa limpar e aplicar o spray antisséptico passado pelo médico, aí eu preciso de ajuda para segurá-lo, mas durante o banho ele mesmo limpa com espuma, faço ele pensar que é uma brincadeira, daqui a 4 dias ele volta no médico para ver o progresso. Não se sintam culpadas, se é o melhor para nossos filhos, temos que ser forte por eles.

    Responder
    • Elaine Cristina Ferreira

    Assim com a Mari eu coloca a pomoda com a gaze, tranquilo. Muito dolorido é entregar o filho na porta do centro cirurgico. O meu bb operou dia 10 (1ano e 1 mês) e só hoje que procurei saber mais sobre a fimose, li tanta coisa que já estava em desespero, me sentindo hiper culpada; me acalmei quando encontrei este blog, que alegria confortou minha alma.
    Mesmo assim, feliz da mãe que não precisar passar por isso.
    Concordo que não podemos julgar ninguem e que a medicina está aí para ser utilizada quando necessário.

    Responder
    • Elisangela

    Meu filho está com 3meses e meio. Marcamos a cirurgia para amanha. Nem durmo direito de tanta preocupação. Optamos pela cirurgia porque meu pequeno teve infecção urinária. Após o resultado da cultura, o pediatra disse que a bactéria desenvolvida era em virtude do pouco da urina que fica no "piu" dele. Foi terrível ver ele tomando injeção para combater a bactéria e só de pensar que isso poderia se repetir, decidimos fazer a cirurgia. Quando houve o episódio da infecção, os enfermeiros tentaram colher a urina por sonda, mas o "piu" dele está tão fechado, que ninguém conseguiu colocar a sonda. A medicina está cada vez mais avançada e sempre para nos ajudar.

    Responder
    • James

    O melhor a fazer é operar enquanto criança.. quando cresce vem a vergonha e o medo da operação!
    Poupe seu filho desses dois problemas!

    Responder
      • Carlos Henrique

      Melhor poupe o seu filho de mais tarde olhar para o pênis dos amiguinhos dele e ver que o dele esta faltando um pedaço, o melhor mesmo e aguardar a criança crescer e decidir o que ela quer fazer com o corpo dela, meu primo tem 19 anos e ate hoje e revoltado com minha mãe por ter operado ele quando bebê,
      A mãe dele ate hoje tem que pagar tratamento para ele, pois ele não consegue esquecer esse trauma. fora as complicações que podem ocorrer como perca de sensibilidade futuramente ou ate mesmo ejaculação precoce entre outros problemas como, cicatrizes da operação, fimose não e doença não atrapalha o pênis crescer.
      Isso e lenda pelo amor de Deus.
      Eu não precisei fazer cirurgia e mesmo assim solta normalmente com o passar da idade.

      Responder
        • Ludmilla Renó

        Desnecessaria só se pra você for normal dar antibioticos e ter q enfiar uma seringa com pomada dentro do buraquinho do penis com seu filho gritando de dor tanto nesse procedimento como ao fazer um simples xixi porque o penis inflama de tempos em tempos. Só fala essas bobeiras quem nunca viu esse estágio de fimose, no qual a pontinha é mais fina que um canudo, nao tendo como higienizar sempre inflama.Se nao fosse extremamente necessário o medico indicaria somente pomada. Mania de falar as coisas sem saber.

        Responder
    • Cristina Pereira

    Meu filho tem 3 anos e a cirurgia está marcada para maio. Estou apavorada mais com o pós operatório, pois já estou acostumada com procedimentos hospitalares, mas mesmo assim não dá pra não ficar nervosa. Usei pomada por um bom tempo, chegou a soltar a pele, mas depois grupou novamente. E neste blog li várias informações sobre pós operatório que vão me ajudar muito com certeza. Se alguém puder postar mais informações eu agradeço. E com certeza vou visitar muito este blog, principalmente após a operação.

    Responder
    • Erika Tamires da Silva

    Bom dia.
    Adorei esse site, estou mais aliviada... Amanhã meu filhinho de um ano e cinco meses irá fazer a cirurgia e a médica já me disse que será a anestesia geral, até porque meu filho não para quieto e fica completamente desesperado só de ver um médico. Estou com medo, mas sei que é o melhor para ele. Não vejo a hora disso passar logo.

    Responder
    • mae santista

    meu filho está usando postec há 1 mes. nao vi nada soltar ainda .
    mas hj nossa notei q os famosos sebinhos tinha um muito grande saindo . puxei a pele , ele reclamou q tava doendo mas o sebinho foi saindo puxei . achei enorme ( uns 7 mm sei la por 3 parecia um filetinho ... partiu. nao consegui tirar mais pq ele tava realmente chorando. mas nao fiz com força é q imagino mesmo q seja dolorido .

    meu irmao fez a operacao tinha uns 11 anos . isso ja tem uns 15 anos atras ...
    tenho receio do meu pequeno ter q fazer :/ anestesia geral ainda .. nossa ... :O pelo q me lembro do meu irmao , foi local . :/

    nao é fechado nao . tem o excesso de pele . ta sempre coberto . mas ta tipo 'metade' solta . a parte q fica mais perto do 'buraquinho' é onde tem o freio mesmo .

    Responder
    • anette vianna

    Eu tenho dois filhos.O mais velho fez a cirurgia com três anos e na época era o mais acertado a se fazer pois ele não conseguia urinar direito devido a fimose ser muito fechada.Tomou anestesia geral,porém seu pós operatório foi tranquilo demais!É claro que o pênis dele não ficou como era antes pois sempre se tira pele numa cirurgia como essa.O pênis dele é como se fosse o de um adulto.Mas pra ele não faz muita diferença.Ele até gosta,pois diz que parece ser maior do que o dos amiguinhos dele!Sabe como é homem né!
    E agora,meu filho mais novo também vai fazer essa cirurgia(vai complementar,pois gerá que mexer na uretra;estou desesperada!).E o médico disse que como vai ter que mexer no pênis,vai fazer logo a fimose!Sei que não devo ficar mexida pois já passei por isso antes,mas o meu pequeno só tem um aninho!!

    Responder
    • Mãe do GUI

    O melhor é deixar o menino resolver isso sozinho. Claro que isso nao acontece na infancia, a nao ser que vc mesma puxe a pele. No caso do Gui eu fiz quando ele era bebe e depois a pele grudou de novo quando ele tinha uns 5 ou 6 anos e eu arregacei de novo. Depois, agora ja pre adolescente com 11 anos grudou de novo mas ele resolveu sozinho e aparentemente em defitivo pq a cabeça fica bem para fora agora.

    Responder
    • luana

    Oie,"
    Mães não fazem essa tal de cirurgia "circoncisão" o pênis perde toda graça,todo seu encanto,enfim horrivel...os que tem esse probleminha tem q fazer massagens com creme,muitas vezes se resolve sozinho,com o crescimento do pênis a pele vai abrindo ,nada de cirurgia por favor...beijos

    Responder
    • vaneide

    o meu filho esta,fazendo os exames pra ser encaminhado para uma ciurgia de fimose,,estou muito angustiada ,sem saber como vai ser a recuperaçao

    Responder
  7. meu filho tem 1ano6meses e tem fimose como eu cuido o pediatra disse pra esperar !minha prima passou postec no filho dela e a pele desseu toda eu devo passar tambem

    Responder
    • jabu

    gente não façam de forma alguma cirurgia de fimose no filho de vcs, eu sou homem e infelizmente minha mãe vez isso comigo na infância, não tenho quase nenhuma sensibilidade no penis por causa dessa cirurgia, leiam e pesquisei no google sobre fimose e perda de sensibilidade procurem por forum e blog com ''comentários abertos'' sobre isso e vcs irão ver centenas de homens lamentando a falta de sensibilidade no penis,

    se vcs acharem algum site de medico vcs irão ler coisa do tipo: que a fimose previne o cancer e q a perda de sensibilidade é pequena etc... mas não se deixem engana esses site medicos querem apenas ganha dinheiro e eles nem permitem comentarios ou moderam os comentários para não deixa aparecer reclamações.

    por isso procurem mesmo por comunidade como no orkut,facebook, foruns etc apenas por pessoas que ja passaram por esse trauma, muitos pensam em suicidio

    Responder
    • VALDECI FERNANDES

    ESTAVA LENDO ESTES COMENTÁRIOS, E RESOLVI COMPARTILHAR COM VOCÊS. HOJE TENHO 45 ANOS. FIZ A CIRURGIA DE FIMOSE QUANDO TINHA CERCA DE 12 ANOS. A CIRURGIA E´BEM SIMPLES, SÓ É BEM CHATO O PÓS OPERATÓRIO, MAS COM O PASSAR DOS DIAS VAI MELHORANDO. GOSTARIA DE DIZER COMO FORMA DE ESCLARECIMENTO QUE NUNCA TIVE PROBLEMAS COM PERDA DE SENSIBILIDADE OU COISA PARECIDA, E ALIÁS O ASPECTO DO MEU PÊNIS É MUITO ELOGIADO [ COM TODO RESPEITO ] ESTOU DIZENDO ISTO, PARA ESCLARECER QUEM IRÁ PASSAR POR ISTO PARA FICAR SOSSEGADO QUE TUDO VAI DAR CERTO, E, NÃO DAR OUVIDO A MUITA BESTEIRA QUE DIZEM COMO PERDA DE SENSIBILIDADE OU ASPECTO, POIS FICA TUDO BOM E NORMAL.

    Responder
    • Ivânia

    Vou marcar a cirurgia do meu filho de 2 anos e 6 meses para o próximo mês...sinceramente meu coração esta apertado! Não suporto pensar na idéia que ele vai passar dor...Mas Deus vai abençoar, e vai dar tudo certo e isso vai passar bem rápido...Lendo os comentários percebi que o problema não é só aqui em casa...rs...e que tudo passa. Bjos a todas que ajudaram.

    Responder
    • Cristiane Ferreira

    Recebemos a ligação para irmos no posto de saude pois esta marcada a cirurgia do meu filho de 3 anos. Amanha irei saber os detalhes e o dia. Ja passei por uma cirurgia com minha filha aos 5 anos de adnoide e o medo que estou sentindo agora é o mesmo pois terei que entregar um indefeso nas maos de desconhecidos. Ela gritava e se debatia muiiito quando saiu da sala de cirurgia e passei quase 30 min tentando acalma-la. Nao foi facil. Mas graças a Deus passou hoje 3 anos depois me assusta passar por esta situaçao. Mas este blog me ersclareceu muito. Agradeço bjs

    Responder
    • Tatiana Marques

    Meu filho tem 4 anos e 10 meses e vai fazer a cirurgia amanhā, estou muito tensa mas sei que vai ser melhor para ele.
    Agora me surpreendi com o moço ai , que diz que "nós" māes novatas mutilamos nossos filhos.
    Meu filho nasceu com fimose , usei a pomada o pipi abriu a pelinha , mas um ano depois voltou a cicatrizar.
    Ano passado o pediatra conseguiu soltar novamente e novamente cicatrizou , ele já teve infecçāo urinária 3 vezes por conta de ser muito fechado e eu nāo conseguir fazer a higienizaçāo correta.
    Entāo acho que a cirurgia dele é mais do que recomendada e nāo estou sentindo culpada por isso.
    Quero o bem do meu filho e ouvir os comentarios de māes que passaram por isso , só me faz ter a certeza que estou tomando a decisāo correta.
    Grata, beijos!

    Responder
    • monca

    Gente meu filho fara exames amanha e ja irei marca anestesista e mostrea exames e depois marca com medico cirurgiao estou apavorada pois sera anestesia geral pois a fimose dele infecçionada e fica roxo horrivel ele tem so 3 aninhos Deus guarde eu filho

    Responder
    • Daniella

    Meu filho de 8 anos passou pela cirurgia há 7 dias , o coração fica na mão por conta da anestesia geral, mas graças a Deus correu tudo bem , a recuperação é bem chatinha e no segundo dia ele ficou meio deprimido porque não podia brincar.....mas antes de fazer a cirurgia tentamos de tudo pomadas e mais pomadas não resolveu...ouvi de vários amigos homens que fizeram a cirurgia depois de adultos e sofrerão horrores por conta da ereção e todos falaram que fiz a coisa certa em opera-lo quando criança pela recuperação ser rápida e pela higiene que é melhor.

    Responder
    • Cristiane

    Meu filho tem 8 anos e há uma semana fez a cirurgia. Ainda sente muita sensibilidade e o banho de banheira na água morna facilita a higienização sem dor. Como ainda está inchado o local, tenho uma dúvida, talvez de mãe preocupada, querendo o melhor para seu filho: Será que ainda não desinchou porque ele se alimenta normalmente, sem fazer dieta alguma? Existe aquele ditado de que após cirurgias não se pode comer de tudo... pra cirurgia de fimose também precisa de dieta? Alguém pode me ajudar?

    Responder
    • ana rita

    Sinceramente acho que uma mãe pra mandar o filho pra sala de cirurgia pra operar de fimose tem que ser louca.

    Responder
      • Fernanda

      Ana Rita, loucura seria continuar deixando um filho ter frequentes infecções urinárias, balanopostite, dificuldade para urinar, por conta da fimose. Se você não conhece ninguém que sofreu com fimose, não venha aqui com os seus "achismos".

      Responder
        • Ana Rita

        Fernanda, Ok! Então e melhor submeter nossos filhotes a uma anestesia raquítica com perigos de deixar eles paraplégico, como aconteceu com meu sobrinho de três aninhos para retirar uma pequena hérnia do umbigo. Além de marcar nossos filhos pelo resto da vida, igual aconteceu com meu ex-esposo que sofre ate hoje, quando vai ter relação sexual pela falta do seu prepúcio. Para sua informação fui casada três vezes em meus 49 anos de idade criei 7 filhos homens, entre eles 2 adotivos. Sempre tive muita maturidade, juízo e amor por cada um deles. Meu segundo filho do primeiro casamento nasceu com fimose agravada e tinha infecção de urina e a cabeça do pênis dele inflamava muito, com o tempo descobri que uma das causadoras do sofrimento dele, era eu mesma que era aconselhada por outras mães a fazer a massagem no pênis durante o banho, tal massagem foi a responsável por maior parte do problema, pois depois de muita experiência e conversando com médicos descobri que eu mesma, estava agravando a situação. Mesmo assim nunca operei meu filho, toda vez que tinha alguma infecção eu levava ao medico e ele tomava a medicação necessária e ficava bom, nunca o operei mesmo aconselhado por terceiros e ate por médicos. Hoje meu filho me agradece muito por não ter tomado a atitude de aleijar o pênis dele, E ate o ponto que eu saiba nunca ouvi falar que um bebê tenha morrido de fimose ate hoje. Agora achei estranho você falar de balanopostite, por que meu ex-esposo era circuncidado e dava balanopostite e micoses com muita frequência, além de ter infecções de urina com também. Você acha que estou com achismo? Você deveria se casar com um Judeu como eu fui casada por vinte anos. Você não tem ideia do que passei na vida. Meu marido como Judeu teve brigas terríveis com a família por conta de não querer mutilar o próprio filho, como ele mesmo foi, e ele contou muito com minha ajuda. Não tem ideia do que ver um homem chorando de soluçar no se colo, tudo por causa dessa mania religiosa ou por arrogância de fazer isso com homens. Para conversar comigo sobre o assunto querida, Fernanda, crie sete filhos primeiro e depois se case 3 vezes entre uma dessas vezes com um Judeu. Em alguns países ate hoje, alguns lugares circuncidam mulheres, retiram o clitóris com as mesmas desculpas da circuncisão masculina. Mais fazer isso com nossos filhos homens e normal não e mesmo? De qualquer forma abraços querida.

        Responder
        • Andréa

        Concordo em gênero e grau!! só quem presenciou um caso de balanopostite por causa da fimose não tem a menor dúvida de que a cirurgia é melhor.

        Meu filho quase teve que ser internado por causa de uma balanopostite. Ele gritava tanto de dor para urinar que se beliscava todo... Foram 4 dias de horror em casa!! Além de 2 antibióticos fortíssimos, pomadas, etc. O médico chegou a espremer a sangue frio!! Tudo isso porque a glande não sai para a higiene e durante a crise a urina enchia a glande e queimava o que já está inflamado lá dentro! Tenho certeza de que quem disse que a cirurgia é desnecessária NUNCA passou por isso!!

        Posterguei enquanto pude. Tentei pomada mas nem com ela saiu. Nunca vi nem a cor da glande dele de tão severa que é a fimose dele. PAra quem sai alguma coisa, pode tentar a pomada que é quase certo resolver. Amanhã ele fará a cirurgia e a angústia até que termine deve ser enorme.

        Cada caso é um caso. Não existe essa história de adolescente decidir. Quem decide é o médico! E se ele precisar na adolescência é porque precisava na infância também! Procurem informações sobre o cirurgião, pergunte a pessoas que tenham operado com ele e como ficou... etc..

        Responder
    • Andreia

    Dos meus três anjinhos, todos eles nasceram com fimose. O meu mais velho Lucas com 21 anos, foi operado quando tinha apenas 2 aninhos de idade, eu na época achei que a cirurgia só traria benefícios para meu filho e assim pensei durante muito tempo. Eu sempre fazia a massagem e o prepúcio dele abria, mais depois de alguns meses fechava novamente. Agente quando e mãe novata realmente como diz o rapaz ali em cima, não temos muita experiência e muitas vezes nos deixamos levar-nos pela insensibilidade. Certo dia perguntei a meu filho mais velho se ele sentia alguma diferença por ser circuncidado, ele no começo não quis falar no assunto, mais coração de mãe sempre sabe quando o filho esta incomodado, eu insisti mesmo também muito sem jeito, depois com algum tempo de conversa notei que ele estava ficando triste com o assunto e sem graça, me disse que sempre teve a sensação de que faltava algo no pênis dele, e nunca tinha entendido o por que daquela marca perto da cabeça do pênis e achava que a falta de sensibilidade na região era normal, eu então perguntei o motivo dele nunca ter me informado, disse-me que tinha vergonha de falar do assunto comigo, e também não queria me preocupar com besteira, e sabia que eu tinha feito o melhor para ele, e não queria que eu tivesse sentimento de culpa, disse a ele que aquilo não era besteira para mim. Nesse momento eu não agüentei disse que iria pegar as roupas no varal, e corri para o banheiro fechei a porta sentei no sanitário, e comecei a chorar. Eu fui mãe com 19 anos não tinha conhecimento dos problemas e traumas que esse procedimento poderia trazer para meu filho. Lembro que ele teve uma depressão muito forte com 13 anos de idade, e eu nunca desconfiei que essa depressão tivesse relacionada com a cirurgia de fimose que ele avia feito mesmo antes de se entender como homem, o psicologo dele nunca me informou nada sobre o assunto que eles tinham no consultório. Hoje não a ninguém e nem santo no mundo que faça com que eu opere meus dois anjinhos mais novos, se algum dia eles quiserem operar vão fazer isso por vontade própria. Minha mãe sempre dizia para não mexer nas partes intimas do meu filhote além do necessário, ao dizer dela para não “zangar”, mais hoje percebo que deveria ter ouvido o conselho dela. Quando vejo uma mãe falando que vai operar o seu filhote lembro-me da aflição do meu filho durante todos esses anos, eu fui o carrasca desse sofrimento todo. Eu sempre trabalhei muito quase não tinha tempo para ficar com o mais velho, e muito triste agente se sentir culpada pelo sofrimento de um filho.
    Desejo juízo na cabeça das mamães que estão tendo seus filhotes agora, e que tomem cuidado ao tomar atitudes que vão perdurar por toda a vida de seus anjinhos. Beijos <3

    Responder
    • alexandro

    Amigo, eu fiz essa cirurgia de fimose a 8 anos atrás, eu nessa altura tava com meus 16 anos, nem tinha terminado o segundo grau, de tanto ouvir minha mãe e namorada falando pra mim operar, eu acabei operando escondido do meu pai, ele quase me deu uma surra quando descobriu que eu tinha operado a fimose, ele não queria que eu tivesse operado de jeito nem um. Meu pós-operatório foi simplesmente terrível, sentia dores no local do corte, mesmo depois de 15 dias de operado. Ainda hoje 8 anos depois, tenho que usar cuecas de algodão e passar um creme especial que outro medico me receitou, qualquer esbarrão que eu levo no pênis sinto muita dor, além de ter ereção na hora errada. Pra jogar bola então minha nossa senhora, eu desisti de jogar por conta dos esbarrões no campo com os amigos, quanto a o desempenho sexual perdi muita sensibilidade no pênis, não e a mesma coisa de antes, às vezes na relação eu finjo que ejaculo por conta de não deixar minha parceira achar que não prazer por dela, outro problema e que o preservativo fica saindo do pênis durante a relação sexual, por não tem mais a pele que criava resistência. Minha namorada me deixou um ano depois e arrumou outro. Nunca falei pra minha mãe do problema que passei pra não preocupar ela. Hoje eu vi que meu erro foi ter operado desobedecendo meu pai, e sem conversar com outros homens, fui ouvir conselhos baseados em contos da carochinha e me lasquei todo, quando ouço alguém falar que vai operar o filho cara passa um filme na minha cabeça, mais e aquele ditado fogo no olho dos outros e refresco pra gente. Carlos, e não perde tempo debatendo isso com mulher não rapaz, elas não tem sensibilidade pra esse tipo de assunto, eu quando falo isso pra alguma mulher só fazem deboche de mim e caçoam da minha cara, elas só entendem o problema quando e da parte delas. Mais na vida e assim quem não apanha não aprende, bem feito pra mim infelizmente. Deus faz agente perfeito e agente não se contenta com nada. Sei que vou virar piada aqui, mais só to compartilhando isso por você amigo, abraço meu querido.

    Responder
    • Pri

    Boa noite pessoal, meu filho tem 2 anos e meio, vai ter que fazer a cirurgia, estou muito indecisa pois tem dois tipos, dizem que a do anel fica feio, e a com pontos é mais longa na hora da cirurgia e o pos é mais dorolido, são médicos diferentes e cada um puxa para seu lado, e agora to super preocupada.

    Responder
    • Sintia

    Pri, boa noite! a fimose do meu filho nunca saiu desde o nascimento hoje meu anjinho tem 6 anos, nunca deu problema, e mesmo se tivesse dado não teria sido louca de operar, os médicos sempre me faziam a cabeça pra operar, eu nunca quis ser egoísta nesse ponto, quem vai usar o pintinho dele quando crescer e ele e não eu, imagina Pri, ficar com o pintinho a parte mais sensível do corpo do seu bebê cortada e latejando de dor? será que esse castigo compensa, tanto pra eles como pra nos mães? Eu um dia falei para a pediatra do meu filhote que não iria fazer essa cirurgia, ela foi muito bruta quando disse que não iria operar, e começou a encher minha cabeça, inventando tanta historia pra me deixar abalada. esses médicos querem ganhar e lucro amiga $$$ para de ouvir o que eles falam senão agente fica louca querida. Minha vizinha operou o filho dela de 1 ano também, ele gritava o dia inteiro de dor sem parar, e pra piorar o pintinho dele infecciono muito, ele sentia tanta dor que chegava a ficar desacordado, eu li aqui o depoimento do Alexandro, coitado fiquei com dó desse moço, olha o que ele passo, isso tudo por mexer no que não precisava, durma tranqüila e pense no que te falei querida. não encafufa com asneira de medico não, seu filhote e normal eu fui em 6 médicos na época acredita? Quanto mais médicos for mais vai ficar louca assim como eu fiquei amiga. meu marido tinha fimose também, só foi soltar depois dos 17 anos, segundo ele, nunca tinha tido problema com nada nem sexualmente nem de saúde, nada!. relaxa beijos fique tranqüila. Tudo na época certa !!

    Responder
    • hellen silva

    estou muito preocupada!!!!

    Responder
    • hellen silva

    meu filho tem 5 meses e a piu piu dele ta fechadinho. so o burraquinho do xixi sera se tem como voltar normal so com massagem ou pomada?

    Responder
      • Victoria

      Hellen, pelo amor de Deus não fica forçando essa pelinha não!!! vai arrumar um baita problema pro seu filho, escuta meu conselho, para de mexer nisso menina!!
      se ficar fazendo essa massagem vai infecionar o bilu dele, e outra que isso deve dar muita dor pra sua criança. todo menino e assim! isso e normal meus 2 filhos só faziam xixi por esse buraquinho e nem um deles teve problema isso sai com o tempo. Você e mãe novata???? para de ficar tirando duvida na internet esse povo vai acabar causando problemas pro seu filho, ai depois já sabe!!! E já ouvi falar que todo rapaz que e operado fica com traumas depois, alguns chegam a perder o interesse sexual. tenha amor no seu filho!1

      Responder
      • Erica

      Olá Hellen! Meu filho Eduardo tem 5 aninhos e também tem fimose esse courinho que cobre o pênis, resolvi praticar com meu querido a massagem, eu acabei por deixar o pintinho dele inflamado, levei ao medico, e ouvi umas poucas e boas como se diz por ai, mais depois vi que eu estava errada, o pediatra explicou que esses exercícios podem traumatizar muito a criança, apenas aconselhou que eu desse o banho normal no meu filhote sem mexer no courinho do pênis. Meu marido foi circuncidado por minha sogra quando tinha 6 anos, ele foi enganado para o hospital achando que iria assistir um filme, depois que acordou viu o pênis dele todo cortado e inchado, gritou muito no hospital ficando desesperado, nem consigo imaginar o sofrimento dele, desde essa época começou a ter crises de pânico e fazer xixi na cama, um problema que convivemos ate hoje. Ele tem uma relação muito restrita com a mãe. Fico triste quando o vejo tratar a mãe dessa forma, apesar dela não ir muito com minha cara. Mais me coloco no lugar do meu amado, ate quando fazemos amor ele não gosta que eu olhe o pênis dele, fica com vergonha além de reclamar de dores na glande quando fazemos amor. Não vou operar nosso filho, acho que isso acabaria com meu casamento, meu marido nem pode ouvir falar disso, que já fica com possesso de raiva, tem algumas mães que operam ate as orelhas dos filhos com medo de ficarem grandes. Não e por que gerei meu filhote que tenho o direito de alterar o corpo dele. Se meu filho quiser ele que opere quando crescer.

      Responder
    • Fernando

    Gostaria de saber o valor da operação, pois meu sobrinho tem 17 anos e precisa operar, grato pela resposta.

    Responder
    • maia

    Tenho 27 anos e fiz a cirurgia a 15 dias, lavo ele com sabonete manipulado passado pelo médico, tomando cefalexina ajuda mto msm e tomando nimesulida . Faço curativo com gazes da marca Cremer é OTIMO E fita de bebê p fechar. A cirurgia é a melhor solução quando é adulto e em 5 dias já pode voltar a rotina , mas ter relação só daqui 30 dias.

    Responder
    • Giovana Cruz

    Meu filho de 03 anos fez a cirurgia e bem tranquila dura de 30 a 40 minutos o pós operatório que é um pouco chato porque inca o pênis e fica dolorido, mas o médico receitou antibiótico e uma pomada anti-inflamatória e remédio para dor, é só ir medicando certinho e passando a pomadinha 2 vezes ao dia . ah em relação a anestesia no caso do meu filho foi assim, anestesia inalatória e depois local.
    Deus em primeiro lugar sempre e tudo dará certo.

    Responder
    • Andréa

    Achei este site falando sobre fimose. Achei bem esclarecedor!

    Responder
    • Livia

    OI gente, meu menino operou dia 24 (ele tem 3 anos e meio)... da fimose e hérnia de umbigo (junto!)...o pós tá sendo complicado (da fimose) pois ele num deixa nem chegar perto, então preciso de alguém para me ajudar a segurar !!! qto a hérnia é mais tranquila (é só dar uma controlada na correria e esforço)...
    Acho que a opção de realizar ou não a cirurgia é muito pessoal, meu menino teve uma infecção forte de urina e por isso estamos nessa jornada !
    Cada caso é um caso e cada um tem suas crenças, então cada mãe deve procurar uma orientação médica (se ficar na dúvida vá em mais de um médico!) e faça sua opção.
    Tirando os momentos de curativo parece que ele nem fez cirurgia .... rs.

    Responder
      • malty

      Lívia. sinceramente falando, se formos confiar em tudo que os médicos falam, nossos meninos já estariam sem bilau e sem amidá-las, não se trata de questão de capricho e sim de humanidade. todos os meus irmãos por parte de pai foram operados, e os 3 tiveram e tem problemas relacionados a vida sexual ate hoje, tanto psicologicamente quando fisicamente, não sei se você já estudou sobre as inervações do pênis ficam nessa pele que e arrancada, mais de 40 % da sensibilidade do pênis, ou seja o que dar prazer ao homem fica nessa região, sendo assim depois da retirada se perde muito do prazer quando adolescente ou adulto. E infeção de urina. Geralmente a ignorância das mães no assunto fimose e gigantesca. trabalho como enfermeira a 25 anos e nunca vi nem um bebê falecer por ter fimose, agora eu já vi crianças irem para U.T.I com infeção pós operatório dessa cirurgia. ai fica a dica... Deus faz tudo em sua perfeição não e preciso arrancarmos os membros de nossas crianças, antes mesmo delas terem conhecimento. isso e desumano.. deixe que elas escolham o que fazerem com seus corpinhos quando adultas.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>