Exclusivo! TV MMqD olha nos olhos do perigo e encara os distúrbios mentais gravídicos!

Exclusivo! TV MMqD olha nos olhos do perigo e encara os distúrbios mentais gravídicos!

Grávidas são especiais, todo mundo sabe. São divinas, são seres de luz, são a encarnação terrena da Mãe Natureza em todo o seu esplendor. Grávidas são recebidas com sorrisos, cuidados e cadeiras em qualquer lugar onde resolvam dar o ar de sua graça.

Sabe por quê?

Porque AI DO INFELIZ que não receber uma grávida com sorrisos e cuidados e cadeiras.

Das duas, uma: ou ela vai achar que ele não a valoriza e vai despejar 12 quilos de ódio, rancor e líquidos retidos no pobrezinho; ou ela vai se acidentar, esbarrar a pança nos cristais, tropeçar nas próprias pernas, ser atropelada na próxima esquina.

Porque a verdade nua e crua, colega, é que grávidas, mesmo as mais divinas, são loucas e burras. Há quem diga que são os hormônios, há quem diga que o sangue que outrora circulava no cérebro vai todo para a barriga, há quem diga que… vocês vão ver.

Então use sorrisos para amansá-las e cuidados para garantir que elas sobrevivam aos 9 meses da gestação. E as cadeiras, ora, faça-me o favor. Cadeiras são o MÍNIMO que você pode fazer, olha pra essa barriga, a coluna torta, as pernas cansadas! Olha esses pés inchados! MEU DEUS, OLHA OS MEUS PÉS! Você acha que é fácil viver assim? Você quer que eu tenha uma trombose e caia dura aqui no chão, é isso? Claro, você não liga, você acha que é frescura minha, né? Queria ver você carregando nosso filho, sem dormir, fazendo xixi a cada 5 minutos, com essa náusea, essa gastura, esse – ai, como chama mesmo isso? Aqui no meio da cara… nariz! Esse nariz que não me pertence mais, o que aconteceu com o meu nariz??? Não venha me dizer que eu estou linda, estou é disforme… mas e essa demora, hein? CADÊ A PORRA DA CADEIRA??? Ah, tá aqui. Ai amor, brigada, você é tão bom pra mim, eu estou tão tão tão feliz hoje, com você, com o nosso filho na barriga… chuack chuak, te amo.

(No repeat por 40 looongas semanas…)

Mas como tudo tem seu lado bom, inclusive a insanidade gravídica, encare as coisas assim: ela é o seu free-pass para testar a vida de maluca, caso você nunca o tenha feito. Bote um sorriso lunático na cara e se jogue nas perturbações mentais que só uma bela gestação te dá de presente, amiga!

Como essas mocinhas aqui, ó:

Agradecemos a Dani Rabelo, Carol, Deborah, Keiko e Mari pela participação, pelas histórias e pela falta de pudor. Sobretudo, pela falta de pudor.

Ao resto do mundo, pedimos apenas compreensão.

(E sorrisos. E cuidados. E cadeiras. Sobretudo, cadeiras.)

 

VEJA TAMBÉM:

Sexta-feira 13 e os contos de horror da maternidade

e mais vídeos da TV MMqD!