O blog

Educação multilíngue

Educação multilíngue

Por Cláudia Storvik, Muitas pessoas nos perguntam por que meu marido e eu decidimos criar nossa filha num ambiente trilíngue. Na verdade, nunca houve uma “decisão” nesse sentido. Nós já moramos em diversos países e trabalhamos com colegas de dezenas de nacionalidades diferentes, portanto os…

Continue lendo →

Os livros bilíngues

Os livros bilíngues

Por Luciana Paquet Não sou mãe blogueira, mas sou leitora assídua dos blogs maternos, sobretudo de mães expatriadas ou que, por serem casadas com maridos gringos, criam seus filhos bilíngues. Sou a típica brasileira: uma mistura danada de várias raças num só DNA. Tenho sangue…

Continue lendo →

Onde fui amarrar meu burrinho?

Onde fui amarrar meu burrinho?

Por Christina Desde criança sempre quis ser mãe. Sempre achei lindo mulher grávida, enorme, barriguda, andando feito pato de pernas abertas. Sempre achei que ser mãe era meu (único?) dom na vida. Na adolescência me vi um tiquinho mais egoísta “filho? tá doido? não suporto…

Continue lendo →

o post que iria mudar o mundo blogueiro maternal

o post que iria mudar o mundo blogueiro maternal

Por Laura Aí eu disse que sim. Respondi positivamente que, além de feliz de receber o convite para escrever, iria fazê-lo e bem rápido. Naquele mesmo minuto a cabeça esquenta, as idéias fervem, até os dedos coçam de vontade de escrever algo bem legal que…

Continue lendo →

Profissão: estudante sem noção

Profissão: estudante sem noção

Por: Mariana Passei anos programando fazer meu mestrado na França. Seis anos estudando francês, quatro anos participando (como bolsista e voluntária) de um projeto de pesquisa sobre um autor francês, um ano debruçada em cima da burocracia para efetuar a candidatura ao mestrado em três…

Continue lendo →

da licença bloguernidade, de como tudo começou (e uma ou outra fofoquinha)

da licença bloguernidade, de como tudo começou (e uma ou outra fofoquinha)

Diz a dona ciência que existem características nossas que serão, inevitável e involuntariamente, transmitidas aos filhos. Pois todo dia eu torço para que meu filho não tenha o desprazer de herdar algumas de minhas inúmeras nhécas, que alguns chamam traços da personalidade. A começar pelos…

Continue lendo →

1  de  3 1 2 3