A Aromaterapia e o Nariz Entupido

A Aromaterapia e o Nariz Entupido

Por: Marcia Benalia

É incrível como somos bombardeadas por novos lançamentos na área farmacêutica. Remédios para tosse, dor de cabeça, enjoo, dor muscular. Química atrás de química invadindo nossos corpos, muitas vezes sem necessidade!

Recentemente, levei minha filha Isadora ao pediatra para uma consulta de rotina. Comentei que o nariz dela estava entupido. Imediata e prontamente, o médico sacou o receituário e prescreveu um remédio para pingar no nariz e outro para dar via oral. Questionei se não era exagero tantos remédios para um simples nariz entupido, mas escutei que o que estava obstruindo a entrada de ar pelo nariz da minha pequena era um fluído que caso não fosse tratado e expelido, poderia se solidificar causando uma inflamação, que por fim, se tornaria uma sinusite!

Saí do consultório com a receita na mão, mas não fui até a farmácia. Fui para casa. Na hora de dormir, peguei o meu bom e velho umidificador (imprescindível para quem mora em São Paulo), pinguei 2 gotas de óleo essencial de eucalipto na água e deixei aquele vapor invadir o quarto da Isa. Resultado: minha filhota acordou com o nariz descongestionado, respirando normalmente! O eucalipto é descongestionante e natural!!! Não foi necessário entupir o corpo de um bebê de 18 meses com remédios alopáticos, afinal, era só um NARIZ ENTUPIDO!

A medicina alopática existe para ser utilizada nos casos em que realmente necessitamos dela. Se tomarmos um remédio toda vez que tivermos uma dor de cabeça, gripe ou outra leve indisposição acostumaremos nossos corpos e  quando tivermos uma doença daquelas que derrubam até um elefante, o remedinho que usamos para tudo, não funcionará! É aí que entra a aromaterapia. Na natureza, encontramos diversos “medicamentos” que podemos utilizar no nosso dia a dia, poupando nosso corpo de tantas toxinas. É uma farmácia a céu aberto! Nossas avós receitavam chá de camomila para tratar as cólicas dos bebês.  A camomila é analgésica e antiespasmódica. Sabedoria popular, de uma época que não tínhamos Drogarias São Paulo e/ou Drogas Raias espalhadas por todas as esquinas. Como sou adepta da amamentação exclusiva até o sexto mês, indico o óleo de camomila na aplicação da shantala. Tem o mesmo efeito do chá.  E a famosa lavanda?! Não existe nada melhor do que ela para acalmar bebês chorões (que estão devidamente alimentados e aquecidos). Experimente pingar uma gotinha embaixo do travesseiro do bebê ou, caso ele não use, duas gotinhas na água da banheira, durante o banho.  Se optar pela shantala com camomila seguida de um banho com a lavanda, seu bebê relaxará e dormirá tranquilamente, sobrando tempo para você aproveitar a aromaterapia na estética! Que tal ter mãos de princesa, mesmo se sentindo a gata borralheira por conta de tantas noites sem dormir, amamentando e cuidando do seu bebê? A sinergia dos óleos de lavanda, camomila e gérmen de trigo proporciona este benefício. Para os cabelos, nada melhor que óleo de abacate, e, para os pés, indico o óleo de patchouli em uma base creme. Teve cesárea? O óleo de mirra auxilia na cicatrização dos pontos.

Poderia ficar horas escrevendo sobre os óleos e suas formas de uso. São tantas opções! Mas a ideia deste post é informá-las da possibilidade de cuidar da saúde e da beleza, utilizando métodos naturais que estão ao nosso alcance, e muitas vezes, nos nossos quintais! Aquela plantinha esquecida em um vaso, desde que usada com a orientação e prescrição de uma aromaterapeuta, pode fazer milagres por você e por sua família… sem toxinas e com resultados incríveis.

Marcia Benalia é comunicóloga, instrutora de shantala e consultora de amamentação pelo Instituto GAMA, aromaterapeuta para gestantes e bebês certificada pela Aromaflora e IBRA, sócia da Maternity Coach, mãe de dois filhos e estudiosa dos benefícios que a natureza nos promove.