O blog

Bico de Silicone -Facilidade que cria dificuldade!

Bico de Silicone -Facilidade que cria dificuldade!

Por: Marcia Benalia   É incrível como buscamos soluções rápidas para problemas, sem pensar no impacto que estas ações possam acarretar. Com a amamentação também é assim. Hoje, em algumas  maternidades particulares ou públicas, logo que as mães recebem seus bebês e se preparam para…

Continue lendo →

A importância do brincar – Porque brincar é coisa séria!

A importância do brincar – Porque brincar é coisa séria!

Por: Talita Guedes Bittioli   Só as crianças sabem o que procuram, disse o principezinho. Perdem tempo com uma boneca de pano, e a boneca se torna muito importante, e choram quando a gente toma… – Elas são felizes… disse o guarda-chaves. (O pequeno príncipe…

Continue lendo →

Educar sem a força é possível?

Educar sem a força é possível?

Por: Gisa Hangai Vivemos hoje em uma sociedade extremamente estressada. Tudo tem que ser “ótimo” e tudo “pra ontem”. A urgência em tudo nos deixa cada vez mais agitados e menos tolerantes. Somado a isso, temos a grande responsabilidade de educar nossos filhos para o…

Continue lendo →

Desleixada?

Desleixada?

Por: Andréia Acho que todo mundo já ouviu isso: depois que fulana teve filho ficou tão desleixada! Eu ouvi. Várias vezes. Recentemente. Comigo! – Agora você tá melhor, porque quando seu filho nasceu tava desleixaaaada. Me segurei pra não dá uma resposta cheia de raiva. Fiquei calada mas parei…

Continue lendo →

Sobre a arte de educar

Sobre a arte de educar

Por: Daniela Policarpo Quando se trata da criação do meu filho, eu só tenho uma certeza na vida: eu quero fazer tudo diferente. Eu quero ter novas datas comemorativas e novas formas de comemorá-las, quero novos marcos de desenvolvimento, novos paradigmas, novas formas de encarar…

Continue lendo →

Era uma vez um troninho de madeira …

Era uma vez um troninho de madeira …

Por: Marisa Silveira Meu filho usa o penico desde quando tinha seis meses. Não estava nos nossos planos colocá-lo no penico tão cedo, mas ele mesmo nos incentivou. Quando o Eduardo estava com cerca de quatro meses, comecei a notar que ele fazia o número…

Continue lendo →

1  de  2 1 2